Nem El Niño, nem La Niña. Neutralidade predomina durante primavera

em 16/09/2019 - Por Redacao

Durante a primavera brasileira, a temperatura do oceano não será alta ou baixa suficiente para o aparecimento de fenômenos El Niño ou La Niña.

Em boletim atualizado no dia 12 de setembro, o órgão americano de Meteorologia e Oceanografia (NOAA) manteve a previsão de neutralidade no Pacífico durante a primavera e verão brasileiros. Ou seja, a temperatura do oceano não será alta ou baixa suficiente para o aparecimento de fenômenos El Niño ou La Niña.

Neutralidade climática não dizer que chuva e temperatura ficarão dentro da média, já que, apesar, de não existir previsão de nenhum fenômeno, a água do Pacífico terá leves variações de temperatura, ficando mais baixa na primavera e mais quente no próximo verão.

Prévia da distribuição de chuva e temperatura na primavera

A neutralidade fará com que a distribuição da chuva seja irregular e o calor intenso no início da primavera do Sudeste e Centro-Oeste. Somente em dezembro, simulações mostram um mês realmente chuvoso sobretudo para o Sudeste.

Por outro lado, a Região Sul, especialmente o Rio Grande do Sul e Santa Catarina receberão chuva mais intensa em outubro. A primavera na Região também não será das mais quentes.

Outra área que demorará a registrar calor será o leste do Nordeste. No fim das contas, pensando-se em primavera, o Rio Grande do Sul e Santa Catarina terão chuva acima da média, o Paraná e boa parte das Regiões Sudeste e Centro-Oeste receberão chuva dentro da média.

As exceções serão o Espírito Santo e o leste e norte de Minas Gerais com chuva abaixo da média. Nordeste e o leste da Região Norte terão uma primavera mais seca que o normal. O calor acima da média predominará na maior parte do Brasil com exceção do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina e do leste do Nordeste.

 

Veja agora a previsão do tempo em sua cidade!

Categorias desse post:

Palavras chave desse post: