Julho marca o retorno da bandeira tarifária amarela

em 08/07/2019 - Por Redacao

O mês de julho já começou com a bandeira amarela e, além disso, com um aumento de 50% referente a tarifa cobrada anteriormente.

A bandeira tarifária verde, conhecida como a mais barata, não durou muito tempo e terminou mesmo no mês de junho. O mês atual, julho, já começa com a bandeira amarela e, além disso, com um aumento de 50% referente a tarifa cobrada anteriormente. Se antes a bandeira amarela aumentava R$ 1,00 no bolso do consumidor a cada 100 quilowatts-hora (KW/h) consumidos, a partir de julho esse valor aumentou para R$ 1,50.

O tempo e as tarifas… 

E, a mudança de amarelo para verde no mês de junho ocorreu devido ao deslocamento de uma frente fria pelo Centro-Sul na virada de maio para junho, e que provocou acumulados acima dos 80 mm sobre as principais bacias do Subsistema Sul e REE Itaipu. Porém, a persistência da bandeira acabou não ocorrendo devido a configuração de um bloqueio atmosférico sobre o Oceano Pacífico Sul a partir da segunda semana de junho, e que provocou a retenção das frentes frias mais ao sul da Região Sul do país, mantendo o tempo seco em praticamente todo o Centro-Sul.

Dessa forma, os principais reservatórios de geração de energia não receberam água o suficiente para recuperar seus volumes, proveniente das chuvas. Assim, sem chuva nas bacias do Subsistema Sul e muito menos no Subsistema Sudeste, foi necessário utilizar águas dos reservatórios, o que acaba custando mais caro para a geração, e quem paga é o consumidor.

Para o mês de julho, segundo a Somar Meteorologia, em consequência da configuração de um possível novo bloqueio atmosférico a partir dessa segunda semana, além das condições de águas menos aquecidas na Região Leste do Oceano Pacífico Sul (Niño 1+2), a tendência é de que as frentes frias voltem a ficar mais concentradas no Sul do país, senão à jusante das principais bacias, o que pode prejudicar os reservatórios do Subsistema Sul. Para a Região Sudeste, mesmo com um início de mês com episódios de chuva e queda de temperatura, a próxima chuva deve ocorrer apenas no final do mês. Dessa forma, a tendência é de que a bandeira amarela persista no mês de julho e, com condições meteorológicas para continuar até mesmo no mês de agosto.

Veja agora a previsão do tempo em sua cidade!

Categorias desse post:

Palavras chave desse post: