" }
São Paulo: Nível dos reservatórios segue em elevação

Previsão é de chuvas irregulares sobre os mananciais nos próximos dias

A última semana foi marcada pelas chuvas em boa parte do Sudeste do país, especialmente durante o feriado prolongado da Proclamação da República, que contribuíram para elevação dos reservatórios que abastecem a Grande São Paulo.

Foto: Banco de Imagem Somar Meteorologia

Foto: Banco de Imagem Somar Meteorologia

Os dados divulgados pela Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) nesta sexta-feira (18) apontam que o Sistema Cantareira opera com 73,5% de sua capacidade incluindo o volume morto, sem ele o valor é de 44,2%. No dia 1º de novembro, os valores eram de 72,3% e 43%, respectivamente.

Os demais reservatórios também estão em elevação desde o início do mês. O Alto Tietê opera nesta sexta-feira com 41,1%, Guarapiranga 76,2%, Alto Cotia com 87,6%, Rio Grande 86,6% e Rio Claro com 69,5%.

De acordo com a Somar Meteorologia, a partir de agora as precipitações tendem a ser mais irregulares entre o Estado de São Paulo e sul de Minas Gerais e pode até não cair nos reservatórios, já que as chuvas não serão organizadas por um sistema frontal. “Apesar disso, a evaporação nos próximos dias será menor porque teremos mais nebulosidade”, ressalta a meteorologista Olívia Nunes.

Mesmo com os volumes significativos nos últimos dias, a média climatológica deste mês pode não ser ultrapassada em nenhum dos reservatórios, como a de 161,3mm no Cantareira, pois as simulações meteorológicas indicam novos episódios de chuva forte apenas na virada para o mês de dezembro.

 

Veja agora a previsão do tempo na sua cidade.

 

Meteorologia volta a apontar possibilidade de La Niña

Como se mede o volume da chuva?