Energia: Conta de luz fica mais cara em junho

Bandeira de energia vai de amarela direto para vermelha patamar 2 no mês que está para começar

Após os transtornos gerados pela alta no preço do combustível, o consumidor deve ter mais uma surpresa com a entrada de junho: a conta de luz vai ficar mais cara.

A bandeira verde vigorou durante todo o verão e o brasileiro pode contar com o preço da energia sem a cobrança de tarifas extras, já no mês de maio a bandeira amarela entrou em cena e o consumidor passou a pagar uma taxa extra de R$1,00 a cada 100kw/h consumidos.

Em junho, porém, a bandeira tarifária deve pular a bandeira vermelha 01 e ir direto para o patamar 02, o que significa uma taxa de R$5,00 a cada 100kw/h. Segundo a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) a elevação se deve ao recesso das chuvas no Centro-Sul, onde os Subsistemas Sul e Sudeste/Centro-Oeste são alimentados agora pelos Sistemas do Norte e Nordeste, além da utilização de outras fontes de energia, como as térmicas, que aumentam o preço da energia no mercado de curto prazo.

mapa energia

A conta vai continuar no vermelho?

Sem a influência do La Niña, fenômeno que indica o resfriamento anormal das águas superficiais do Oceano Pacífico, a tendência é de que o inverno, que começa na segunda metade de junho, seja marcado por chuva e temperaturas próximas da média na maior parte do país.

Apesar de a notícia parecer otimista, cabe ressaltar que o inverno é uma estação conhecida como período seco no Centro-Sul, ou seja, mesmo com os acumulados dentro do esperado, a média é de chuva é bem menor comparada aos meses de primavera e verão, o que indica que as taxas ainda podem continuar elevadas por tempo indeterminado.