Energia: Bandeira amarela volta a vigorar no país em setembro

Após um mês com a maior tarifa extra, a taxa da conta de luz voltou a diminuir, mas situação deve durar por pouco tempo

Agosto foi marcado pelo aumento no preço da conta de luz. Durante o mês, vigorou a bandeira vermelha, mas em setembro o bolso do consumidor deve ficar um pouco mais aliviado com o retorno da amarela.

Hidroeletricas (1)

Bandeira amarela volta a vigorar em setembro/ Fonte: Banco de imagens da Somar Meteorologia

A tarifa que vale em todo o país desde o primeiro dia de setembro, reduz o custo extra que era de R$3 em agosto para R$2 a cada 100 kWh de energia consumidos. Segundo a Annel (Agência Nacional de Energia Elétrica), que determina a mudança, a troca foi possível em razão das chuvas que atingiram os principais sistemas durante o último mês e possibilitaram o aumento na geração de energia.

Mas de acordo com o meteorologista Celso Oliveira, da Somar Meteorologia, a bandeira amarela não deve se sustentar por muito tempo, uma vez que a previsão é de que setembro seja marcado por chuvas irregulares em grande parte do país.

“A projeção é de chuvas abaixo da média, principalmente no sistema Sudeste/Centro-Oeste, que é responsável por cerca de 70% do abastecimento do país”, afirma Oliveira. O sistema que começou o período seco em junho com 43% de seu volume total, opera agora com 32%.

 

Veja agora a previsão do tempo na sua cidade.

Como será setembro?

Reservatório no Ceará atinge menor nível em 15 anos