Cantareira começa agosto com queda do nível

Chuvas retornam à região em agosto, mas devem ser de baixo acumulado

Segundo dados da SABESP (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), o Sistema Cantareira opera com 62,2% de sua capacidade nesta sexta-feira (04). O volume acumulado nos primeiros quatro dias do mês é de 0,5mm, diante de uma média histórica de 34,5mm. O manancial finalizou julho com apenas 4,3% da média de chuva.

Reservatório opera com 62,2% de sua capacidade neste início de agosto / Fonte: Banco de Imagens da Somar Meteorologia

Reservatório opera com 62,2% de sua capacidade neste início de agosto / Fonte: Banco de Imagens da Somar Meteorologia

De acordo com o meteorologista Celso Oliveira, o sistema conseguiu reservar um bom volume das chuvas de verão e outono. “O período de tempo seco começou após o esperado, em junho, o que deu ao reservatório quase dois meses a mais de dias chuvosos”, comenta o profissional.

Segundo a Somar Meteorologia, há expectativa de chuvas para o Sudeste em agosto, mas que não devem ser de grande acumulados. Apesar disso, deve ficar dentro do esperado para o mês, considerando que a média de agosto é baixa. Nos primeiro quinze dias, a precipitação se concentra na faixa leste, atingindo o litoral da região, enquanto o interior ainda tem tempo seco e temperaturas elevadas.

Para a região dos reservatórios, há previsão de chuva para a última semana de agosto. “Entretanto, não é o tipo de precipitação capaz de inverter o quadro dos mananciais, por conta do solo muito seco”, explica Oliveira.

 

Veja agora a previsão do tempo na sua cidade.

 

O que esperar do mês de agosto?

Temperaturas podem ultrapassar os 35ºC em grande parte do Norte