Cantareira atinge 90% do volume de novembro

Apesar da queda do nível no reservatório, chuvas da segunda quinzena favoreceram o volume próximo à média climatológica

Segundo dados da SABESP (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), o Cantareira opera com 44,5% de sua capacidade nesta quinta-feira (23).

Cantareira tem nível estabilizado e fica próximo à média do mês / Foto: Photo Pin

Cantareira tem nível estabilizado e fica próximo à média do mês / Foto: Photo Pin

Mesmo com as chuvas na virada do mês de outubro para novembro, o índice do reservatório caiu de 46,2% para 44,6% no primeiro decênio. O volume de chuvas aumentou durante a segunda quinzena e o nível do sistema reduziu para 44,5%, um decréscimo de apenas 0,1%.

A precipitação mais frequente no Sudeste durante a segunda metade de novembro deixou um acumulado, até o momento, de 145,9mm no manancial, cerca de 90% da média climatológica, que é de 161,6mm.

Com exceção do Alto Cotia, os demais reservatórios da região registraram aumento do nível. Além disso, o Alto Tietê, Rio Grande e Rio Claro já ultrapassam o volume de chuva esperado para o mês. O primeiro com 160,4mm, frente a uma média de 130,8mm; o segundo acumula 191,8mm e tem média 140,8mm e o último registra 206mm, com média de 196,4mm.

De acordo com a Somar Meteorologia, os acumulados ainda atingem a região Sudeste nesta semana, de forma generalizada, por conta da atuação de áreas de instabilidade. Os maiores volumes são em Minas Gerais e Espírito Santo e, no início da próxima semana, o Estado de São Paulo recebe grande acumulados.

 

Veja agora a previsão do tempo na sua cidade.

Temporais avançam sobre Minas Gerais nos próximos dias

Estado do Rio de Janeiro terá chuva forte nesta semana