Como vai ficar o tempo no último fim de semana de outubro?

Chuva e temperaturas em queda são destaque no Centro-Sul

O último fim de semana do mês deve começar com cara de verão, marcado por temperaturas elevadas com pancadas de chuva intensas, porém pontuais, mas termina com tempo mais ameno e precipitações significativas principalmente no Centro-Sul.

 

8491166728_cb4c77361d_b

Outubro termina com tempo instável em grande parte do país/ Fonte: Pixabay

De acordo com o meteorologista Celso Oliveira, da Somar Meteorologia, os temporais que atingiram o Paraná, Mato Grosso do Sul e o Estado de São Paulo na noite desta quarta para quinta-feira (26) devem voltar a ocorrer ao longo do fim de semana, intercalados com períodos de melhoria, mas com forte intensidade e acumulados elevados.

A chuva atinge toda a faixa central do país no sábado (28), mas o destaque fica por conta do noroeste paranaense, que deve registrar volumes acima dos 50mm até o domingo (29), assim como o extremo sul do Mato Grosso do Sul. No norte paulista e sul de Minas Gerais, os acumulados passam dos 40mm.

“Apesar da chuva, o calor continua na região, com máximas acima dos 30ºC no sábado, enquanto a alta nebulosidade deixa o tempo mais ameno desde o leste do Estado paulista até o Rio Grande do Sul e as temperaturas não passam dos 25ºC no domingo”, comenta Oliveira.

Em Goiás, Distrito Federal e Mato Grosso, as máximas seguem entre os 33ºC e 36ºC. Temperaturas parecidas serão sentidas durante todo o fim de semana na região Nordeste, onde o tempo firme predomina, com pancadas de chuva rápidas, fracas e isoladas apenas no sul baiano e litoral do Maranhão.

Na região Norte, as precipitações ocorrem principalmente no período da tarde, acompanhadas de alto índice de descargas elétricas no oeste do Amazonas, Acre, sul do Pará e Rondônia. As temperaturas ficam um pouco mais amenas no fim de semana e as máximas que chegam aos 35ºC na sexta-feira (27) em cidades como Porto Velho, não devem passar dos 32ºC no domingo.

 

Veja agora a previsão do tempo na sua cidade.

Cresce a possibilidade de La Niña se configurar até o verão

Agro: Novembro começa com chuva em Mato Grosso e MATOPIBA