Chuva beneficia desenvolvimento do milho 2ª safra

Condições climáticas são favoráveis para o plantio e desenvolvimento das lavouras

Ao longo da última semana choveu em praticamente todas as regiões produtoras de milho do país. Os maiores volumes foram registrados em áreas de Mato Grosso, Goiás, região do MATOPIBA e, principalmente, no Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

No período entre 23/03 e 25/03 os acumulados de chuva ultrapassaram os 100mm – que corresponde a valores acima da média para o período. Essas condições fizeram com que a umidade do solo chegasse a 70%, com exceção, apenas, do oeste do Mato Grosso do Sul que vem registrando baixos volumes de chuva.

Em relação ao milho 1ª safra, as chuvas do último fim de semana no Rio Grande do Sul chegaram a atrapalhar os trabalhos de colheita, especialmente no centro-norte do estado, por outro lado, levou umidade às lavouras da faixa sul e Campanha, ajudando na fase de enchimento de grãos que vinha sofrendo com a falta de água ano solo.

Milho 2

A colheita chegou à 75% de toda a área plantada no estado gaúcho na última semana

Paraná

Mesmo com menores volumes de chuva em quase todo o estado do Paraná, a colheita da 1ª safra de milho continua com ritmo um pouco mais lento em função da necessidade de vários produtores terem que dar preferência à colheita da soja, que também chegou na fase de maturação. Além disso, as condições climáticas ao longo da safra de milho atrasaram o desenvolvimento da cultura em algumas regiões, fazendo com que o desempenho da colheita ficasse abaixo da média comparado ao mesmo período do ano passado.

Em relação a 2ª safra de milho, as condições climáticas foram favoráveis para o plantio e desenvolvimento das lavouras,  trazendo resultados dentro da média estimada para o período em diversos estados. Porém, algumas áreas, especialmente no Paraná, tiveram redução na área plantada por não terem tempo hábil de plantio dentro da janela do zoneamento agrícola.

Em geral, as condições das lavouras do estado paranaense seguem positivas, com maioria das plantas em boa fase de desenvolvimento vegetativo.

Centro-Oeste

Em Mato Grosso do Sul, o plantio de milho já chegou à 95,7% das áreas estimadas, valor superior em aproximadamente 1,7%, em relação à safra 2016/2017. Porém, segundo informação do SIGA (Sistema de Informações Geográficas da Agropecuária do Estado), estima-se uma redução de 3,8% em relação a expectativa do volume de produção de grãos (De 9,8 milhões de toneladas na safra 2016/2017 para 9,4, milhões de toneladas na safra 2017/2018). A produtividade para a próxima safra está estimada em 85,0 sc/ha.

O plantio de milho em Mato Grosso está praticamente encerrado, ficando dentro da média estimada para o período. No geral, as condições das lavouras no estado são boas devido ao bom nível de umidade do solo e temperaturas adequadas.

 

Temporais atingem Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Paraná

Veja agora a previsão do tempo na sua cidade.