Volta da chuva beneficia plantio em Mato Grosso e Paraná

Acumulados chegam aos 70mm na principal área de cultivo do Mato Grosso e alivia a secura para a instalação da safra de verão

Quase 15 dias após o término do vazio sanitário, o Estado do Mato Grosso, principal produtor do país, voltou a receber volumes significativos de chuva. De acordo com o INMET (Instituto Nacional de Meteorologia) a cidade de Sorriso no norte mato-grossense registrou 69,4mm entre esta quarta e quinta-feira (28), valor que corresponde a 97% da média de setembro que é de 71,2mm.

shutterstock_144938635

Chuva beneficia plantio no Mato Grosso e Paraná/ Fonte: Banco de imagens da Somar Meteorologia

Segundo o meteorologista Celso Oliveira, da Somar Meteorologia, as precipitações devem continuar até a próxima segunda-feira (02), o que deve contribuir para a recuperação da umidade do solo. “No entanto, o produtor deve se atentar ao ritmo do plantio, uma vez que a chuva constante pode acabar por inviabilizar os trabalhos no campo após os grandes acumulados deste fim de semana”.

O mesmo vale para o Paraná, onde as precipitações voltaram a ocorrer de forma fraca e isolada na última sexta-feira (22), quando as áreas de plantio estavam há mais de 30 dias sem chuva. “A previsão é de que os acumulados cheguem perto dos 50mm até o início da próxima semana em todo o Estado”, afirma Oliveira.

De acordo com o profissional, a chuva deve voltar a se regularizar no Estado paranaense ao longo de outubro, enquanto no Mato Grosso, os maiores volumes devem ocorrer no início e no final do mês. “No norte mato-grossense, as precipitações devem ocorrer intercaladas com maiores períodos de tempo firme e a regularização das chuvas deve ocorrer perto da virada para o mês de novembro”, finaliza Oliveira.

 

Veja agora a previsão do tempo na sua cidade.

NOAA aponta 60% de chance de La Niña até o fim do ano

Como será a primavera?