Geadas causam danos nas lavouras

Diversas culturas do Centro-Sul do país foram afetadas. Confira

A massa de ar frio que atinge o Centro-Sul do país desde o último fim de semana deixou as temperaturas baixas em boa parte dos Estados, mas também influenciou na formação de geadas nas lavouras de algumas culturas.

Geadas prejudicaram cafezais em Minas Gerais / Foto: Divulgação

Geadas prejudicaram cafezais em Minas Gerais / Foto: Divulgação

Entre os Estados que registraram as geadas generalizadas e de forte intensidade, estão o Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, o que afetaram as pastagens e o trigo, além do café, cana de açúcar, hortaliças e milho 2ª safra no Paraná.

“Os impactos foram mínimos no Rio Grande do Sul e Santa Catarina, já que o trigo está em fase de desenvolvimento, algo que é tolerante a geadas. Já no Estado paranaense, o Cinturão Verde de Curitiba teve perdas nas hortaliças e as lavouras da cana-de-açúcar também foram bastante afetadas, principalmente as novas que estavam em fase inicial de desenvolvimento e há casos que será necessário fazer o replantio”, comenta o agrometeorologista Marco Antonio dos Santos.

Além da região Sul, outros Estados registraram geadas, como São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Goiás. No Estado paulista, geou em vários pontos e com forte intensidade, o que prejudicou lavouras de café, cana-de-açúcar, milho 2ª safra, feijão, batata, banana, cebola, alho, hortaliças folhosas e pastagens. “Entre as áreas mais afetadas estão os canaviais no sudoeste paulista e as hortaliças no Cinturão Verde de São Paulo”, sinaliza Santos.

As lavouras de café e de cana-de-açúcar de Minas Gerais também tiveram geada de moderada intensidade, mas os impactos foram pequenos embora alguns cafezais foram queimados pela geada. Já os Estados de Mato Grosso do Sul e Goiás reportaram geada nas lavouras de cana-de-açúcar, pastagens, feijão e milho 2ª safra.

 

Veja agora a previsão do tempo na sua cidade.

 

 

Queimadas crescem 44% em 2016

O La Niña vem aí?