Estiagem prejudica agricultura na região central do país

Enquanto isso no Centro-Sul, o excesso de chuva é que preocupa os agricultores

O mês de abril foi marcado pelo tempo seco em grande parte das regiões agrícolas do país. Segundo a meteorologista da Somar, Thaize Baroni, muitas culturas foram prejudicas por conta da falta de chuva principalmente em Minas Gerais, Goiás e leste do Mato Grosso.

Maio mais chuvoso também pode prejudicar agricultura/ Fonte: Banco de imagens da Somar Meteorologia

Maio mais chuvoso também pode prejudicar agricultura/ Fonte: Banco de imagens da Somar Meteorologia

“Com exceção do Mato Grosso do Sul, onde 85% do milho safrinha conseguiu ser recuperado por conta da chuva na última semana, o Centro-Oeste sofreu com a estiagem de abril e alguns produtores chegaram a erradicar suas plantações”, comenta o agrometeorologista da Somar, Marco Antonio dos Santos.

De acordo com os profissionais, a chuva que ocorreu no fim do mês, ajudou, mas não foi o suficiente para salvar as culturas na região.

Excesso de chuva preocupa no Centro-Sul

Enquanto isso, uma área de baixa pressão voltou a provocar chuva volumosa entre o Sul, partes do Sudeste e Centro-Oeste no último fim de semana. Isso manteve a umidade do solo mais elevada e beneficiou as lavouras do Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Segundo a Somar Meteorologia, o mês de maio deve ser mais frio e chuvoso que abril na maior parte do país e isso também é preocupante, principalmente para as culturas que estão em fase de colheita.

“O excesso de chuva nos próximos dias pode atrapalhar os agricultores não conseguem colocar as máquinas nas plantações e com isso, as culturas que tiveram um bom desenvolvimento como o café e a cana-de-açúcar acabam sendo perdidas”, afirma Thaize.

 

Veja agora a previsão do tempo na sua cidade.

 

O que esperar de maio?

Baixa umidade relativa do ar pode prejudicar visão