Você sabe o que é um Cumulonimbus?

A Cumulonimbus, é considerada uma das nuvens mais perigosas. Quando formada, pode produzir neve, granizo, raios, e até tornados.

Esta nuvem frequentemente chamada  Cumulonimbus associa-se aos eventos meteorológicos extremos, como a ocorrência de tempestades com intensa atividade elétrica e chuva volumosa, além de em alguns casos ocorrer granizo e até mesmo neve.

Estas nuvens podem se formar isoladamente, em conjunto ou associadas à frentes-frias. Um cumulonimbus, ao atingir o seu desenvolvimento máximo, pode forma uma supercélula que será responsável por eventos ainda mais extremos, como fortes chuvas de granizo, muitos raios e até mesmo condição para tornados.

nuvem 1

Como ocorre a evolução da cumulonimbus?

O desenvolvimento deste tipo de nuvem ocorre a partir de uma nuvem do tipo cumulus congestus, que se forma a partir de um cumulos que se formam a partir de ventos ascendentes ricos em vapor de água.

A base desta nuvem está relacionada com a quantidade de vapor disponível, ou seja, em regiões tropicais as nuvens são mais baixas se comparadas com regiões áridas.

Pode não ser necessário um tempo muito longo para a formação deste tipo de nuvem. Contudo, assim que ocorre a transição para cumulonimbus e começa a precipitação, ocorre um aumento na velocidade de expansão da nuvem.

Ao atingir altitudes mais altas da atmosfera, corrente de ventos horizontais são responsáveis por aumentar seu comprimento criando assim o formato de bigorna que pode estender-se por uma área razoavelmente grande.

Os cumulonimbus são a fonte primária da ocorrência de raios na atmosfera, isso porque o atrito das gotículas de água com o gelo dentro da nuvem, facilita a intensificação da formação das descargas atmosféricas.

Elas são mais típicas dos meses mais quentes do ano, durante o período da tarde ou também associadas a frentes frias. Podem surgir também próximo a cadeias montanhosas em função dos ventos orográficos.

Em seu interior, os ventos podem ultrapassar os 100 km/h. Sua base é formada por gotículas de água enquanto que, conforme a altitude aumenta, formam-se mais cristais de gelo que, no topo, são o componente principal.

Quando o gelo do seu interior fica grande o suficiente para vencer a força da gravidade e as correntes ascendentes, este gelo cai em direção a superfície causando o conhecido fenômeno chamado de granizo.

granizo

Quais são as características deste tipo de nuvem?

Uma cumulonimbus em seu ápice de desenvolvimento apresenta uma forma vertical, cuja altura pode atingir vários quilômetros de altura, especialmente nas regiões tropicais.

nuvem 3

Foto de uma cumulunimbos, retratando os diversos níveis de desenvolvimento. (Fonte: NASA)

Abaixo de sua base, ocorre uma grande escuridão por conta do bloqueio da luz solar pela espessura da nuvem. Além disso, o que caracteriza um cumulonimbus em seu ápice de formação é a estrutura que lembra uma bigorna.