Como é feita previsão de ressaca?

Por que a ressaca acontece e como funciona o alerta?

Com certeza você já ouviu a expressão de que uma pessoa está de ressaca, mas a origem da fala está nos oceano. Segundo o linguista e tradutor John Robert Schmitz, da Unicamp, a palavra deriva do espanhol, cujo o sentido original indica o refluxo das ondas do oceano. Vira e mexe também ouvimos essa palavra no seu sentido original, mas você realmente sabe o que causa a ressaca no oceano? O vento forte é um dos motivos, mas para responder essa pergunta, temos que entrar no mundo da oceanografia e misturar-se ao mundo da meteorologia.

Para os oceanógrafos, a ressaca existe somente entre as Regiões Sul e Sudeste, com ondas acima dos 2 metros e meio de altura, mas na prática podemos observar o fenômeno também na Região Nordeste e somente a Marinha do Brasil e a Defesa Civil que podem emitir o alerta de ressaca.

Nos últimos dias, os ventos passaram dos 60 km/h em algumas cidades do litoral do Rio Grande do Sul, como Santa Vitoria do Palmar que chegou a registrar 65,9 km/h no último dia 02 de julho, segundo o INMET.

Porém, isso não significa que há um temporal à vista e a cidade de Santa Vitória do Palmar é prova disso, pois quando registrou esta rajada de vento, choveu apenas 2,4mm durante todo o dia.

Como é feita previsão de ressaca?

Geralmente a ressaca ocorre depois de uma passagem de uma frente fria, pois os ventos passam a soprar de sudoeste, ou seja, paralelo em direção à costa em direção à linha do equador. A direção do vento é de suma importância para a previsão de ressaca devido a um fenômeno chamado de “Transporte de Ekman”.

Apesar do nome um pouco complicado, é relativamente fácil de entender. Devido ao movimento da Terra, o transporte da água não ocorre exatamente na direção do vento, mas sim à esquerda, isso considerando o Hemisfério Sul. Assim, há um acumulo de água mais próximo ao litoral e, quanto mais forte for o vento, mais água do mar pode se acumular e avançar sobre o litoral, podendo causar estragos.

Transporte Ekman

Fonte: Somar Meteorologia

A ressaca é intensificada de acordo com a maré e com as fases da lua. A maré possui um período próximo de 12 horas, ou seja, a cada 12 horas o nível do mar tende a se elevar. Quando estamos em época de lua cheia ou nova, a maré é mais intensa. Então quando temos lua cheia (ou lua nova) mais período de maré alta mais os ventos de sudeste que proporcionam esse acúmulo de água na costa, a ressaca é mais intensa.

Isso é difícil de ocorrer, mas ocorre nas cidades de Santos e Guarujá, em São Paulo, no dia 21/08/2016, quando os ventos chegaram a 40 km/h. Na ocasião, o avanço das águas quebram muretas, invadiram ruas e edifícios.

Então, quando a Marinha do Brasil ou a Defesa Civil observam que o vento pode soprar na direção sudoeste, eles emitem o alerta de ressaca, que pode ser conferido no site www.marinha.mil.br/chm/dados-do-smm-avisos-de-mau-tempo/avisos-de-mau-tempo

Veja agora a previsão do tempo na sua cidade.