Sudeste: Tempo seco piora qualidade do ar

Confira como se cuidar em dias de tempo seco e quente

A região Sudeste do país tem passado por um período de tempo seco nos últimos dias, por conta da atuação de um bloqueio atmosférico no Oceano Pacífico, que impede o avanço de sistemas meteorológicos da região Sul em direção às outras áreas do Brasil.

Poluição em São Paulo / Foto: Banco de Imagem Somar Meteorologia

Poluição em São Paulo / Foto: Banco de Imagem Somar Meteorologia

Sem grandes registros de chuvas, é comum que a umidade do ar fique reduzida, por conta do aumento nos níveis de dióxido de enxofre e material particulado, o que pode agravar doenças respiratórias, oculares e também cardiovasculares. Além disso, a estiagem mantém a poluição no ar das grandes metrópoles.

Só para se ter uma ideia, das 27 estações da CETESB (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), 13 registram qualidade do ar moderada nas últimas 24 horas e outras duas têm qualidade ruim, como a de São Bernardo do Campo – Centro e na Cidade Universitária.

Fonte: Somar Meteorologia

Fonte: Somar Meteorologia

Até quando o tempo ficará tão seco e quente?

De acordo com a Somar Meteorologia, um novo bloqueio atmosférico entre a Argentina e o Uruguai deverá manter as chuvas no sul do Rio Grande do Sul a partir de quarta-feira (13). Com isso, o tempo deve ficar mais seco e quente, principalmente no interior, o que prejudica a qualidade do ar.

“Ao que tudo indica, uma frente fria deverá romper o bloqueio atmosférico nos últimos dias de abril e avançará até a costa do Sudeste. A chuva não será volumosa, mas os ventos mudarão de direção fazendo com que a temperatura diminua em grande parte do Centro-Sul do Brasil”, adianta a meteorologista Desirée Brandt.

 

Veja agora a previsão do tempo na sua cidade.

 

O que esperar de abril?

Oscilação térmica no outono pode prejudicar a saúde