Rio Grande do Sul segue com estiagem em março

Pontos de estiagem prejudicam agricultura no sul do Estado gaúcho e causam perdas nas lavouras desde novembro

O Rio Grande do Sul se divide atualmente em dois cenários. Enquanto a chuva contribui para um desenvolvimento satisfatório das lavouras na metade norte do Estado, no extremo sul as estiagens prejudicam as culturas e a pastagem desde novembro. De acordo com previsões da Somar Meteorologia, o cenário não deve ser muito diferente em março.

2863081335_9d78a6937d_b visual hunt

Estiagem prejudica lavouras no Rio Grande do Sul e deve continuar em março/ Fonte: Visual Hunt

Segundo o meteorologista da Somar, Celso Oliveira, mesmo atuando com fraca intensidade, o La Niña, fenômeno caracterizado pelo resfriamento anormal do Pacífico, fez que com a região da Campanha recebesse poucas chuvas. “O acumulado nos últimos quatro meses alcançou apenas 165mm quando o normal seriam 415mm”.

Para março, as simulações meteorológicas apontam chuvas acima da média em Santa Catarina, Paraná e até mesmo na faixa norte do Rio Grande do Sul, mas as áreas ao oeste e sul gaúcho seguem com a predominância de tempo seco no mês que está para começar.

Primeiras ondas de frio podem chegar em março

Além do tempo seco, a entrada do outono em 20 de março junto ao fenômeno La Niña deve provocar quedas significativas nos termômetros na segunda metade do mês. De acordo com o Oliveira, as temperaturas ficam abaixo da média na maior parte da região Sul.

 

Veja agora a previsão do tempo na sua cidade.

 

Março continua com padrão meteorológico de fevereiro

Sul: Semana será de chuva no Paraná

Por que as nuvens são importantes?