Quarta-feira gelada em grande parte do Brasil

A manhã desta quarta-feira (11) foi a mais fria do ano em diversas cidades do Brasil, além de registros de geada do Sul ao Sudeste

A estação do inverno teve seu início astronômico no final de junho, porém, em grande parte do Centro-Sul do Brasil a impressão foi de que o frio começou apenas agora, quase no meio de julho.

Essa queda acentuada de temperatura desde o início da semana ocorreu devido a entrada de uma frente fria na região Sul que, logo em seguida, permitiu o deslocamento de uma massa de ar polar a qual foi a grande responsável por todo esse frio.

Desde segunda-feira (09), a temperatura vem caindo gradativamente e, hoje (11) atingiu seu pico mínimo em grande parte das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Várias cidades registraram a manhã mais gelada do ano segundo as estações automáticas do INMET (Instituto Nacional de Meteorologia), como:

Lages (SC) com -0,4°C

Rancharia (SP) com -0,9°C

São Miguel Arcanjo (SP) com 2,9°C

Campos do Jordão (SP) com 1,4°C

Rio Brilhante (MS) com 0,1°C

Maracaju (MS) com 1,6°C

entre outras.

As regiões mais afetadas pelo frio foram regiões de altitude no Sul do Brasil e sul dos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul. A última massa de ar frio que conseguiu avançar até o sudeste e derrubar as temperaturas, principalmente em São Paulo, ocorreu na segunda quinzena de maio. Desde então a região Sudeste não havia registrado temperaturas tão baixas no ano. Para a região Sul, como há uma maior frequência de entrada de sistemas frontais e massas de ar mais frias, as temperaturas caem com maior frequência.

Manhã de geada em áreas do Centro-Sul do Brasil 

Além de queda nas temperaturas, a massa de ar polar também foi responsável pela ocorrência de geada nessas regiões, associada com a falta de nebulosidade.

Os locais em que os munícipes registraram ocorrência de geada na manhã dessa quarta-feira (11) foram principalmente no sul do Mato Grosso do Sul, regiões serranas de Santa Catarina e leste do Paraná, como:

 Curitiba (PR)

Lapa (PR)

São Mateus do Sul (PR)

Campo Largo (PR)

São Joaquim (SC)

Lages (SC)

Urupema (SC)

Rio Brilhante (MS)

Bela Vista (MS)

Maracajú (MS)

Amambaí (MS)

Aquidauana (MS),

Monte Verde (MG)

entre outras das mesmas regiões.

Até quando vai o frio intenso?

A previsão é de que essa massa de ar polar ainda predomine na região ao longo dos próximos dias e comece a perder sua intensidade a partir de sábado (14), quando as temperaturas retornam a subir gradativamente em todo o Centro-Sul.

ezgif.com-gif-maker (41)

Previsão de temperatura mínima no Centro-Sul nos dias 14, 15 e 16 de julho |Fonte: Somar Meteorologia

Permanece então risco de geada até essa sexta-feira (13) para as áreas de altitude, principalmente no Sul do Brasil.

 

Veja agora a previsão do tempo na sua cidade.