Qual é a diferença entre geada, neve e chuva congelada?

Saiba a diferença entre geada, neve e chuva congelada

A passagem de uma frente fria somada a baixas temperaturas pode provocar alguns fenômenos, que ocorrem com mais frequência na região Sul do Brasil, principalmente entre o outono e o inverno. Confira abaixo a diferença entre geada, neve e chuva congelada:

Previsão é de geada em algumas áreas do Estado gaúcho / Foto: Banco de Imagem Somar Meteorologia

Geada: é quando são formadas camadas finas de gelo sobre superfícies próximas ao solo, como as plantas e a relva, e a temperatura do ar perto do solo fica próxima a 0ºC. O próprio vapor d’água na atmosfera ao redor passa direto ao estado sólido pelo processo de sublimação. Mas é importante lembrar que a geada não cai, ela se forma na planta ou superfície.

Para a formação da geada mais comum, é necessário uma madrugada de céu claro, pouco vento, temperaturas próximas à superfície de 3ºC ou menos, além de baixa umidade relativa do ar.

Neve: é a precipitação de cristais de gelo formados pelo congelamento do vapor d’água na atmosfera. Eles se juntam e formam flocos de neve e caem da nuvem em direção ao solo, como a chuva.

Para a formação de neve, a condição climática tem que ser de alta umidade, baixas temperaturas em diversos níveis da atmosfera e a presença de instabilidades.

Chuva congelada: é quando a chuva cai de forma líquida e atravessa uma camada de ar na atmosfera mais resfriada, próxima de 0ºC e que congela as gotas ao entrar em contato com a superfície, diferente do granizo, que é quando as gotas congelam ainda na nuvem e caem em forma de pedras de gelo.

 

Veja agora a previsão do tempo na sua cidade.