Oceano Pacífico continua em neutralidade climática até 2018

Segundo a NOAA a temperatura deve se tornar negativa ao longo do segundo semestre

O segundo semestre de 2017 começou com a confirmação dos centros internacionais de meteorologia sobre manutenção da condição de neutralidade climática do atual inverno até o verão 2018.

Projeção da NOAA para o Oceano Pacífico em dezembro de 2017

Projeção da NOAA para o Oceano Pacífico em dezembro de 2017

 

Segundo o último boletim da NOAA (Agência Americana de Meteorologia e Oceanografia) divulgado em 10 de agosto, depois de um primeiro semestre com águas mais quentes que o normal, o oceano Pacífico Equatorial registra temperaturas próximas da média no início de agosto. Um efeito sentido imediatamente com essa mudança foi a diminuição da chuva sobre a região Sul do Brasil.

Ainda de acordo com as projeções da NOAA a temperatura deve se tornar negativa ao longo do segundo semestre, embora isto não signifique aparecimento de um fenômeno La Niña, que é o resfriamento anormal das águas do oceano Pacífico.

Para o Brasil, o cenário do Pacífico Leste um pouco mais frio que o normal fará com que as frentes frias avancem de forma mais zonal pela região Sul e rapidamente se afastem para o oceano sem alcançar com grande intensidade a região central do país. “As simulações indicam precipitação entre a média e acima da média no Sul e entre a média e abaixo da média nas regiões Sudeste e Centro-Oeste do Brasil para o trimestre agosto, setembro e outubro”, destaca Celso Oliveira Meteorologista da Somar.

Além disso, o oceano Atlântico encontra-se mais frio que o normal entre o Espírito Santo e Pernambuco, o que justifica a temperatura abaixo da média registrada no Nordeste neste inverno. Por outro lado, as águas estão mais quentes que o normal entre o Rio Grande do Sul e São Paulo.

 

Veja agora a previsão do tempo na sua cidade.