Nordeste: Chuva volumosa atinge o Estado baiano

Previsão é de acumulados acima dos 100mm em áreas do Nordeste

A semana será marcada por pancadas chuva em algumas áreas do Nordeste do país. Uma frente fria estacionária ao longo do litoral sul da Bahia, associada à umidade vinda da Amazônia, formam um corredor de áreas de instabilidade. Os maiores volumes de água se concentram em Salvador, sul e interior da Bahia, onde não se descarta o risco para temporais, pois além da chuva, há ventos fortes desde a Bahia até Sergipe.

omar-lopez-246581

Chuvas atingem o interior baiano com grandes acumulados nesta semana/ Fonte: Unsplash

“A expectativa é de chuva volumosa nos próximos dias que acumulem índices que variam entre 100mm e 130mm, um volume significativo que pode trazer transtornos para essas áreas”, afirma Celso Oliveira, meteorologista da Somar Meteorologia. Além disso, a região de Vitória da Conquista, no interior baiano, também pode receber acumulados acima dos 100mm, que ultrapassam a média do mês que é de 87mm.

Celso Oliveira destaca o risco de tromba d’água nas cachoeiras e locais pedregosos na região da Chapada Diamantina (BA). “A chuva que cai em grande volume atrás da cachoeira não é absorvida pelo solo, fazendo com que a água aumente repentinamente gerando risco para os turistas naquela região”.

NE_pentadaprec_1

Outro sistema meteorológico conhecido como (ZCIT) Zona de Convergência Intertropical, leva instabilidade para a costa norte da região Nordeste. As pancadas de chuva vão ocorrer principalmente em Natal, João Pessoa, Fortaleza e São Luiz. Embora não chova tão intensamente e frequentemente como no interior baiano, vale o destaque de chuva forte para essas áreas no período da tarde, podendo acumular pouco mais de 50mm até o fim da semana.

 

 

Veja agora a previsão do tempo na sua cidade.

 

Março continua com padrão meteorológico de fevereiro