Massa de ar seco traz frio ao Centro-Sul no fim de semana

Na área dos Campos Gerais, na região Sul, as temperaturas podem chegar a 1ºC

Um ciclone extratropical no oceano foi responsável por chuvas volumosas e transtornos no Sul do país nos últimos dias. A Defesa Civil atendeu a 90 casos de deslizamento na cidade de Blumenau (SC) e 100 casas em Balneário Camboriú (SC) encontram-se sob risco.

Serra da Mantiqueira pode registrar temperaturas entre 4ºC e 6ºC / Fonte: Banco de Imagens da Somar Meteorologia

Serra da Mantiqueira pode registrar temperaturas entre 4ºC e 6ºC / Fonte: Banco de Imagens da Somar Meteorologia

Segundo a Somar Meteorologia, as temperaturas caem na sexta-feira (02) nos três Estados e a sensação de frio aumenta por conta da chegada de uma massa de ar seco, o que continua na manhã de sábado (03). Ao longo do dia o tempo fica firme e o sol aparece entre nuvens, mas durante a noite as chuvas retornam ao oeste do Paraná, Santa Catarina e norte gaúcho. As condições instáveis permanecem no domingo (04) por conta de uma área de baixa pressão e um corredor de umidade da Amazônia, com volumes elevados para o Paraná e a parte norte do Rio Grande do Sul.

De acordo com o meteorologista Celso Oliveira, a precipitação deve seguir até quinta-feira (08) no Sul. “O sistema que atinge a região é de grande intensidade e traz chuva forte para o sul paranaense, fronteiras com Paraguai e Argentina, além de norte gaúcho, trazendo risco de deslizamentos e inundações”, comenta.

No Sudeste, o tempo fica firme no sábado (03) e o frio predomina pela manhã. Na Serra da Mantiqueira, as temperaturas podem atingir 3ºC por conta de uma massa de ar seco que ganha força, deixando possibilidade para geada. A sensação de frio continua entre Minas Gerais e São Paulo no domingo (04), mas com maior amplitude térmica. No fim do dia, instabilidades trazem chuva em forma de pancadas para as áreas paulistas próximas à fronteira com o Paraná.

As temperaturas baixas também chegam ao sul de Goiás, Distrito Federal e Mato Grosso do Sul no sábado (03), devido ao mesmo sistema que atinge o Sudeste. As chuvas se concentram no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, mas o sol aparece durante o dia. No domingo (04), os volumes mais elevados ficam para o Estado sul-mato-grossense.

Instabilidades provocam chuvas no leste baiano e Recôncavo no sábado (03) e o risco de transtornos aumenta nessas áreas. Além disso, pancadas de chuva com trovoadas atingem o sul do Maranhão e Piauí. Segundo Oliveira, há tendência de diminuição de chuva no leste do Nordeste. “Com uma frente fria passando pela costa, as chuvas devem ganhar força em Salvador e diminuir em Alagoas e Rio Grande do Norte entre sexta-feira (02) e domingo (04)”, afirma.

As chuvas se espalham pela região Norte durante o sábado (03), com grandes acumulados no Estado do Amazonas. No Acre e Rondônia, as temperaturas ficam mais amenas por conta do fenômeno de friagem. Durante o domingo (04), a precipitação se concentra nos extremos sul e norte da região.

 

Veja agora a previsão do tempo na sua cidade.

 

Chuvas no Norte aumentam preocupação com nível dos rios

Junho começa com retorno da bandeira verde na conta de luz