Furacão Irma avança por Cuba e Bahamas em direção à Flórida

Fenômeno que atingiu o Caribe na quarta-feira (06) como categoria 5 e ventos acima de 300km/h, foi rebaixado a categoria 4 nesta sexta-feira (08)

O furação Irma perdeu força ao atravessar a República Dominicana, Ilhas Turks, Caicos e parte do Haiti, até chegar a Cuba na manhã desta sexta-feira (08). Com ventos máximos de 243km/h, o sistema voltou a ser classificado com a categoria 4 na escala Saffir-Simpson de furacões que vai de 1 a 5.

Irma 07'09

Furacão Irma atravessa o mar do Caribe nesta quinta-feira (07)/ Fonte: Satélite da NOAA

O fenômeno que passou por diversas ilhas no Caribe entre a quarta e a quinta-feira (07), com ventos em torno de 300km/h e categoria 5, deixou inúmeros feridos, e pelo menos 12 mortos, sendo o maior número de vítimas na ilha de Saint Martin. Irma destruiu cerca de 95% desta ilha, passando em seguida por Saint Barths, Porto Rico e Barbuda.

Nas próximas horas o sistema avança por Cuba e Bahamas, ainda como categoria 4, e deve tocar o solo do estado da Flórida, nos Estados Unidos durante o fim de semana. O alerta para chuvas e fortes rajadas de ventos, além de ondas de até seis metros de altura continua até a próxima quarta-feira (13) no sudeste americano entre Flórida, Georgia e Carolina do Sul.

De acordo com a Somar Meteorologia, o aquecimento das águas dos oceanos Atlântico e Pacífico, nesta época de verão no hemisfério norte, favorecem a formação de fenômenos como as tempestades e os furacões. O Irma é considerado um dos mais intensos da história do Atlântico e foi o primeiro do mundo a registrar ventos de mais de 290km/h por mais de 24 horas.

Furacão José deve fazer percurso similar

O furacão José, que se formou na última terça-feira (05), no Oceano Atlântico, ganha força nesta sexta-feira. O sistema está classificado como categoria 3 na escala Saffir-Simpson, com ventos de 198km/h em alto-mar e deve manter esta intensidade nos próximos dias conforme caminha para oeste, rumo ao norte das Pequenas Antilhas, que já enfrentaram o furacão Irma.

Há alertas para chuvas e ventos fortes para Antígua e Barbuda, Anguilla, Guadalupe, Antilhas Holandesas, St. Kitts, Nevis e Ilhas Virgens Britânicas. Por enquanto, a expectativa é de que a tormenta seja menos intensa comparada ao Irma, mas o percurso do furacão é bastante semelhante.

Além do José, o furacão Katia, que se formou na mesma data no Golfo do México próximo à costa mexicana entre as cidades de Tampico e Veracruz, mantém ventos de 144km/h nesta sexta-feira e é classificado como categoria 1 na escala Saffir-Simpson. O sistema deve ganhar força enquanto adentra o continente rumo à Cidade do México. Há alertas para chuvas e ventos fortes nesta área até o fim de semana.

 

Veja agora a previsão do tempo na sua cidade.

Como será setembro?

Energia: Bandeira amarela volta a vigorar no país em setembro