" }
Frente fria traz chuva forte para o litoral paulista

Turistas devem se proteger na hora da tempestade. Confira

As praias de São Paulo são um dos principais destinos dos paulistanos durante o mês de janeiro, mas por ser um mês de verão, as pancadas de chuva após uma tarde de calor são comuns, inclusive com ocorrência de descargas elétricas.

Chuva se intensifica a partir de quinta-feira (05) / Foto: Banco de Imagem Somar Meteorologia

Chuva se intensifica a partir de quinta-feira (05) / Foto: Banco de Imagem Somar Meteorologia

Segundo os dados do ELAT (Grupo de Eletricidade Atmosférica) do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), quase 3.200 raios foram registrados na Baixada Santista apenas no primeiro dia do ano. Uma jovem turista de 25 anos foi atingida por um raio ao caminhar pela orla da Praia do Sonho, em Itanhaém, e teve uma parada cardiorrespiratória e segue internada em estado grave. Uma moradora da cidade registrou o exato momento da fatalidade:

https://www.youtube.com/watch?v=adEcpAPdbgk

De acordo com a Somar Meteorologia, as condições para calor e pancadas típicas da estação vai continuar pelo menos até quarta-feira (04). Porém, o avanço de uma nova frente fria tende a aumentar o potencial para chuva entre o litoral, incluindo a Baixada Santista, e a faixa sul da região metropolitana de São Paulo no fim desta quinta-feira (05).

“O dia será aproveitável para as atividades ao ar livre com temperaturas elevadas, mas a previsão é de chuva generalizada sobre estas áreas a partir da tarde, com rajadas de vento e potencial para queda de granizo”, comenta a técnica em meteorologista, Patricia Vieira.

A profissional ainda explica que o avanço do sistema meteorológico será potencializado pelas águas do Atlântico que estão mais quentes que o normal no litoral do Sudeste do país.

A expectativa é de que a frente fria passe de forma rápida sobre a região, dando uma amenizada no calor durante a sexta-feira (06), mas a partir do fim de semana, o padrão tropical de temperaturas elevadas e pancadas de chuva à tarde voltam especialmente sobre o Estado de São Paulo.

Além disso, a ocorrência de descargas elétricas não está descartada nos próximos dias, e com isso, os banhistas devem ficar atentos às recomendações para se proteger na hora da chuva, como se abrigar em locais fechados como casas, comércios e carros, longe de materiais metálicos, tomadas e aparelhos elétricos. Já para quem estiver em um local sem abrigo, o recomendado é ficar ajoelhado, curvado pra frente com a cabeça entre os joelhos.

Para saber mais medidas de proteção sugeridas pelo ELAT, clique aqui.

http://www.inpe.br/webelat/homepage/menu/noticias/destaque.php

 

 

Veja agora a previsão do tempo na sua cidade.

Será que o calor diminui na primeira semana de 2017?

O que significa chuva em pontos isolados?

Cantareira completa um ano de recuperação do volume morto