Chuvas são distribuídas pelo Brasil nesta semana

Volumes mais expressivos acontecem no Centro-Sul do país

O início da semana marca a segunda metade de janeiro e as chuvas espalham-se por todo o Brasil. No Sul, uma frente fria se aproximando pelo oceano traz chuva ao Rio Grande do Sul. Os volumes também abrangem os demais Estados, inclusive Santa Catarina, cujo litoral foi castigado pelos acumulados excessivos nos últimos dias. Em Florianópolis, onde foram registrados os maiores estragos, ainda há expectativa de chuva durante toda a próxima semana, o que aumenta o risco de transtornos.

Chuvas se espalham pelo Brasil na próxima semana / Foto: PhotoPin

Chuvas se espalham pelo Brasil na próxima semana / Foto: PhotoPin

Ao longo dos dias, o tempo fica firme no sul gaúcho e as chuvas são fortes no Paraná, atingindo a capital Curitiba. No fim de semana, os maiores volumes ficam entre o norte gaúcho e sul catarinense. As temperaturas se elevam na região durante a semana, mas diminuem a partir da sexta-feira (19).

Segundo a Somar Meteorologia, o Sudeste terá uma semana de umidade, com chuvas concentradas na faixa sul da região. O Estado de São Paulo recebe volumes elevados, que alcançam a Região Metropolitana e faixa litorânea. No norte de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo predomina o tempo firme. Com exceção da faixa leste paulista, a sensação de calor persiste com temperaturas em torno dos 30ºC.

Já no Centro-Oeste a previsão indica diminuição das chuvas na segunda quinzena do mês, apesar de começar a semana com chuvas espalhadas pela região. “Com dias mais quentes e chuva passageira, o cenário pode favorecer a colheita”, afirma a técnica em meteorologia Patrícia Vieira.

No Nordeste, um VCAN (Vórtice Ciclônico de Alto Nível) distribui as chuvas, com maiores acumulados na faixa norte. A precipitação fica mais frequente em São Luis, Teresina e Natal. O calor predomina em todos os Estados, com temperaturas próximas a 30ºC. No Norte, a semana será de tempo abafado e volumes de chuva distribuídos, mas com mais intensidade no oeste do Amazonas.