Chuvas amenizam número de queimadas no país

Apesar da diminuição nos focos de incêndio de setembro para outubro, mês ainda apresenta aumento de 20% comparado ao mesmo período em 2016

Setembro foi um mês atípico no Brasil. Com um bloqueio atmosférico que impediu a precipitação em grande parte do país, cerca de 111 mil focos foram registrados pelo INPE (Instituto de Pesquisas Espaciais), dobrando o número de queimadas que ocorreram entre janeiro e agosto, que até então contava cerca de 90 mil, para cerca de 220 mil focos.

queimada - visual hunt Incêndio no Morro do Leão, na região do CangalhaMatutu

Chuvas amenizam número de queimadas pelo país em outubro/ Fonte: Banco de imagens da Somar Meteorologia

Com a chegada da chuva na virada do mês para outubro, a quantidade de queimadas diminui consideravelmente. Enquanto a primeira quinzena de setembro já contabilizava mais de 90 mil incêndios pelo país, outubro encerrou o mesmo período com cerca de 25 mil focos registrados, ainda assim, o número representa um aumento de quase 20% comparado ao mesmo mês em  2016, quando o índice de focos era de 21 mil.

Ainda de acordo com os dados do INPE, do total de focos no País, 25,3% deles foram registrados no estado do Pará, onde pelo menos três mil incêndios ocorreram apenas neste mês de outubro, 18,0% em Tocantins, 13,0% em Minas Gerais e 9,9% no Maranhão.

Segundo a Somar Meteorologia, as chuvas devem começar a avançar de forma mais frequente sobre a região central do país e faixa leste da região Norte na ultima semana de outubro, enquanto o Nordeste e a região do MATOPIBA, área que compreende os Estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, além do Estado do Pará, devem ter chuvas mais significativas ao longo de novembro, o que deve aliviar ainda mais a quantidade de queimadas no país.

 

Veja agora a previsão do tempo na sua cidade.

 

Cresce a possibilidade de La Niña se configurar até o verão

Incidência de raios é maior durante a primavera

Energia: Outubro terá bandeira vermelha patamar 2