Verão: Estação mais quente do ano favorece aparecimento de doenças de pele

Saiba os cuidados que devem ser tomados nesta época do ano

A pele exige cuidados durante todos os meses, mas no verão a atenção para algumas doenças deve ser redobrada. A estação mais quente do ano favorece o aparecimento de fungos e bactérias. Os mais comuns são: micoses, brotoejas, manchas e sarda brancas, bicho geográfico, acne solar e herpes labial. Um cuidado simples é não andar descalço em locais molhados, como em volta de piscinas, e depois do banho secar bem as dobrinhas, no meio dos dedos, nas unhas e na virilha.

 

A dermatologista Livia de Andrade Bessa, do Centro Dermatológico Giovanni Bojanini, alerta para as reações alérgicas ao sol, que podem surgir de duas maneiras: pelo uso de cosméticos, ou medicamentos, ou então por causa de alguns alimentos, como o limão, que pode provocar queimaduras na pele.

 

Além das temperaturas mais altas, a posição da Terra em relação ao Sol faz com que o Brasil receba mais radiação solar nesta época do ano. Por isso, o índice ultra violeta fica elevado. De acordo com a Somar Meteorologia, o IUV é classificado como: baixo, moderado, alto, muito alto e extremo.

 

Em São Paulo e no Rio de Janeiro o índice ultra violeta ficará muito alto até o início da próxima semana. Em Florianópolis, o IUV estará alto nos próximos dias, por isso, mais um alerta quanto à proteção da pele.

 

“É essencial usar o filtro solar durante o verão, passando o produto 30 minutos antes da exposição ao sol e reaplicá-lo a cada duas horas. Em caso de transpiração excessiva ou após entrar no mar ou na piscina a reaplicação deve ser imediata. O cuidado vale para a pele, cabelo e a boca”, explica a dermatologista.

 

E ainda segundo os dados da Somar Meteorologia, não apenas as praias que apresentam altos índices ultra violetas, em Brasília, por exemplo, o IUV chegará ao nível extremo durante essa semana. Isso ocorre porque a capital federal está na região central do Brasil e a incidência dos raios solares é maior.

 

Para os profissionais, é essencial evitar a exposição ao sol das 10h às 16h. E durante o verão, se hidratar é uma necessidade, por isso a dica é beber muita água, sucos de fruta e água de coco.