" }
Dores crônicas sofrem influência do tempo?

Primavera úmida pode aumentar ocorrência de dor

Lembra aquela pessoa que sempre sabe quando vai chover ou esfriar por causa de uma “dor nas juntas”? Um estudo realizado por cientistas no Reino Unido cruzou informações de usuários que sentem dores crônicas, com as condições do tempo no dia em que os sintomas são mais fortes.

Dores crônicas podem aumentar em períodos de frio/ Fonte: Diariu Indus

Dores crônicas podem aumentar em períodos de frio/ Fonte: Diariu Indus

Segundo o reumatologista Marcelo Pavan Paiva, do Hospital Villa-Lobos, ainda não há nenhum estudo científico que comprove de fato a ligação do tempo com as dores. “As condições climáticas em si não provocam problemas físicos, mas podem intensificar os sintomas por conta do aumento no gasto de energia do corpo que contrai as juntas para produzir calor em um dia frio, por exemplo”.

Por ser um período de transição, a primavera possui aspectos do inverno e do verão, e de acordo com a Somar Meteorologia, a estação que teve início em 22 de setembro terá características típicas em 2016. Mas a alternância entre o frio e o calor pode afetar quem sofre de dores crônicas.

Além da condição física, o médico pontua a ligação psicológica. “Existem neurotransmissores responsáveis pela sinalização da dor, quando o tempo está fechado, a pessoa se torna mais suscetível a distúrbios de humor ligados à depressão e ansiedade e consequentemente, a sensibilidade aumenta a impressão de dor”, afirma.

Mas o reumatalogista recomenda que os usuários evitem o trato dos sintomas apenas com analgésicos e busquem orientação profissional, já que o uso irrestrito dos remédios pode acarretar em outros problemas de saúde.

 

Veja agora a previsão do tempo na sua cidade.

Como será a primavera no Brasil?

Como vai ficar o clima no Brasil sem o La Niña?